quinta-feira, 23 de junho de 2011

ESTAMOS PREPARADOS PARA O MELHOR?

Sempre que reinvindicamos algo com certeza estamos esperando que as coisas melhorem, que passem a ser diferentes no sentido de um melhor aproveitamento. A pergunta que fica é: Estamos preparados para mudar? Qualquer mudança que aconteça só surtirá efeito se as pessoas mudarem juntas, senão não adiantará nada que algo tenha mudado. No caso da trincheira também é assim, a muitos anos a população espera e cobra que precisa de um equipamento capaz de melhorar e dar segurança para a transposição da ferrovia e quando a tem pronta e funcionando parece que faz questão de não utilizá-la, como quem está querendo dizer: estava melhor antes, e não é verdade, antes da obra tínhamos trem no caminho, atrasos e espera as vezes até embaixo de chuva e crianças morrendo esmagadas pelo trem, agora temos uma passagem segura, iluminada a noite e simplesmente a proporção de pessoas que atravessam por ela em qualquer horário do dia ou noite não está passando de dois para dez, o que é um absurdo até de pensar. Se a empresa que administra a ferrovia não cercar o pátio com urgência mais mortes podem ocorrer e agora não por negligência dos ferroviários mais sim das próprias pessoas que a mais de uma semana tem um local seguro para transpor a ferrovia e não o utilizam. A seguir, dois vídeos que mostram bem o que estou dizendo, o primeiro produzido pela equipe de Reportagem da RPC TV (Afiliada Rede Globo) e apresentado no Telejornal Bom Dia Paraná do dia 22/06/2011 mostrado flagrantes de irresponsabilidade de pedestres e motoristas passando diante e muito próximos do trem em uma passagem de nível a menos de cem metros da trincheira e o segundo produzido por mim na tarde do dia 18/06/2011 e postado em meu canal no Youtube que mostra que pedestres e carros não estão se entendendo bem, na parte viária da obra, os pedestres não buscando as faixas de segurança para atravessar as ruas e os motoristas que não diminuem a velocidade nas rotatórias e nem sinalizam a direção que pretendem tomar quando estão nelas. Veja os vídeos:

video



Veja este vídeo também em meu canal no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=BccVomJcwg4

Então estes dois documentos registram que a obra está ali, disponível a todos, porém utilizar ou não uma transposição segura é uma escolha que não deveria nem ser questionada mas sim condicionada. A partir daí é o cada um por si e nem sempre esta escolha resulta em um final feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário